Desativar para: inglês

segunda-feira, 8 de outubro de 2018

Saúde é a maior riqueza que alguém pode ter. Ter saúde não é simplesmente ausência de doença

Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde) ou pela Declaração de ALMA-ATA em 1978, saúde é o “completo bem-estar físico, mental e social, e não simplesmente a ausência de doença ou enfermidade”, e é considerada como direito fundamental e como a principal meta social de todos os governos. 

Publicidade
A saúde é amplamente reconhecida como o maior e o melhor recurso para os desenvolvimentos social, econômico e pessoal, assim como uma das mais importantes dimensões da qualidade de vida. 

Saúde e qualidade de vida são dois temas estreitamente relacionados, fato que podemos reconhecer no nosso cotidiano, com o qual pesquisadores e cientistas concordam inteiramente. Isto é, a saúde contribui para melhorar a qualidade de vida e esta é fundamental para que um indivíduo ou comunidade tenha saúde. Em síntese, promover a saúde é promover a qualidade de vida. 

Para atingir um estado de completo bem-estar físico, mental e social, os indivíduos e grupos devem saber identificar aspirações, satisfazer necessidades e modificar favoravelmente o ambiente natural, político e social. 

A saúde é, portanto, um conceito positivo, que enfatiza os recursos sociais e pessoais, bem como as capacidades físicas. Assim, não é responsabilidade exclusiva do setor saúde e vai além de um estilo de vida saudável, na direção de um bem-estar global. 

Os quatro pilares para o desenvolvimento da saúde são: 
1 – Promoção da saúde 
2 – Prevenção de doenças 
3 – Identificar os fatores de risco 
4 – Tratamento adequado – para doença já instalada. 

Classifico como de maior importância os dois primeiros itens. Entender a origem da palavra é fundamental. Devemos compreender que prevenir é antecipar-se a um evento, ou mesmo evitá-lo. Prevenção em saúde pública é a ação antecipada, tendo por objetivo interceptar ou anular a evolução de uma doença. Prevenção Primaria é o conjunto de ações que visam evitar a doença na população, removendo os fatores causais, ou seja, visam a diminuição da incidência da doença. 

Após alguns anos estudando sobre a medicina, saúde, bem estar, auto-conhecimento e relacionamento entre pessoas, defendo o cuidado integral à saúde como item principal para se viver feliz, e segundo o que foi citado acima sobre a promoção da saúde. 

Todos nós, seres humanos, somos iguais, temos nossos sentimentos, medos, crenças, valores, heranças, religião, hábitos e vícios. Sendo assim, existem fatores primordiais para uma saúde integral, eles são quatro e eu os classifico como saúdes: 

Física (=biológica), Mental (=psicológica/emocional), Social (=relacionamentos/herança de si mesmo) e Espiritual. 

# SOCIAL 
É a maneira de se relacionar com as outras pessoas, que tem origem na herança de si mesmo, sequelas de traumas psicológicos, eventos na infância, adolescência, algumas crenças impostas e não conscientes. Dentre as formas de se relacionar temos os relacionamentos afetivos, amorosos, profissionais e interpessoais, dentre eles: no trabalho pelos pares e colegas; na família pelos pais, avós, filhos e parceiros pelos namorados, cônjuges. 

# MENTAL 
É como ocorre o funcionamento da mente, nosso psicológico, emoções e sentimentos (estresse, raiva, ansiedade, inveja, medo…). A partir do desenvolvimento mental, passamos a ter mais consciência de tudo que nos rodeia e principalmente conhecer a nós mesmos. É nessa saúde onde fazemos nossas escolhas e como decidimos viver nossa vida. 

# FÍSICA 
É a saúde do nosso corpo físico, do funcionamento biológico, onde os hábitos e vícios, alimentação e atividades físicas impactam diretamente no funcionamento harmonizado e equilibrado das suas funções. 

Segundo uma frase que faz todo o sentido: Nós somos aquilo que comemos e fazemos. 

# ESPIRITUAL 
É composta pela saúde da espiritualidade, crenças, religiões, conhecimento transcendente. É a sua conexão com aquilo que você acredita, com o seu Deus, com o criador ou mesmo uma conexão consigo mesmo. 

Concluindo, para buscar a felicidade e saúde plenas, devemos nos conhecer, saber o que realmente importa para cada um de nós, nossos valores. E para se atingir uma saúde integral e plena sugiro algumas atividades e ações: 

# Sono 
Uma boa noite de sono de verdade, onde ocorra tanto o descanso físico quanto o mental. Chamamos de sono reparador onde a pessoa alcança níveis profundos de relaxamento (sono REM). Isso só é possível quando sua mente está em paz, sem neuroses e preocupações do dia a dia. 

# Meditação 
Através da meditação adquirimos o conhecimento da própria mente, sua forma de pensar e de sentir. Adquirindo o auto conhecimento, facilitamos o autocontrole e assim podemos expandir a consciência. Transformando-se em autor de seu próprio destino, controlando as ações que até então eram guiadas pelo impulso insano e instintivo de adquirir prazer pela maneira mais fácil e rápida. 

# Atividade física 
Qualquer atividade física que seja regular e que te satisfaça, como dança, yoga, esportes, academia, bicicleta, caminhadas, natação. Existem inúmeras formas de conhecer melhor nosso corpo e entender aquela atividade que nos traga prazer. 

# Alimentação e abandono de vícios e maus hábitos. 
Alimentação saudável e equilibrada. Reeducação alimentar. 

Sabemos que as sensações que percebemos, sejam elas físicas ou emocionais, estão diretamente ligadas às substâncias neurotransmissoras que são naturalmente produzidas pelo cérebro humano; assim como a adrenalina está relacionada ao medo, a dopamina à sensação de ansiedade, a serotonina é responsável pelo sono. 

Mais de 90% da metabolização da serotonina se processa no intestino. Isso significa que sua produção depende da qualidade da alimentação. 

Se a alimentação está deficitária, também está negativa a produção da substância responsável pelas sensações de prazer, amor e felicidade. 

Ou seja, o funcionamento saudável do nosso organismo depende diretamente da produção equilibrada dessas substâncias e elas só podem ser produzidas corretamente se oferecermos ao corpo não só o “combustível”, como o ambiente adequado. Utilizando “combustível” de boa qualidade o veículo anda melhor, rende mais, não suja o sistema de capacitação nem o de eliminação. Concluindo, somos aquilo o que comemos. 

Conheça seu corpo e sua mente, entenda como tudo funciona, tenha saúde, seja saudável, SEJA VOCÊ! 

Autor: Dr. Bruno clinicasaoremo

Publicidade

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...